LudWig Wittgenstein

LudWig Wittgenstein

“A expressão ‘o argumento da linguagem privada’ é às vezes usada em referência a uma bateria de argumentos presentes nas Investigações Filosóficas de Wittgenstein, §§ 243-315, que dizem respeito ao conceito de mente e às suas relações com as suas manifestações comportamentais (o interno e o externo), ao autoconhecimento e ao conhecimento de estados mentais alheios, às exteriorizações de experiências e às descrições de experiências.

A expressão é usada ainda, em outros casos, de um modo mais restrito, em referência a uma única cadeia argumentativa na qual Wittgenstein demonstra a incoerência da idéia de que nomes para sensações e nomes para experiências ganham significado pela associação com um ‘objeto’ mental (por exemplo, a palavra ‘dor’ pela associação com a sensação de dor), ou por definição ostensiva mental (privada), na qual uma ‘entidade’ mental supostamente funcionaria como um exemplar (por exemplo, uma imagem mental, armazenada na memória, tomada como paradigma para a aplicação do nome).” (P.M.S. Hacker)

Leia, no link à seguir, o texto completo do Hacker sobre o argumento da linguagem privada de Wittgenstein.