Bruno Petersen – “Você pode confiar num filósofo?”: